institucional | cartão fidelidade | Convênios | Encarte | R. Humanos | RELACIONAMENTO | nossas lojas
Foliculite: cuidado com a depilação!
Data de Publicação 23.02.2012 às 11:53
Depilação é fazer poesia no corpo. Mas é preciso alguns cuidados para você não transformar sua pele numa leitura em braile cheia de bolinhas vermelhas.

Você se depila para ter uma pele lisinha e, quando vai reparar, ficou cheia de marcas que além do imenso desconforto mexem com sua autoestima. Se a depilação for apenas nas pernas, então, nada de saias até que essas bolinhas sumam! Mas com atitudes simples aliadas a um tratamento eficiente você pode se livrar do incômodo.

A foliculite nada mais é do que uma infecção causada por bactérias. Segundo o médico dermatologista Fernando Passos de Freitas, uma das causas é quando a pessoa usa roupas mais grossas como jeans, por exemplo. A pele não consegue transpirar de maneira adequada e as bactérias aproveitam os pelos encravados.
Outra causa habitual é a depilação com lâmina ou cera. "Quando surgem após a depilação, a inflamação não é causada pelas bactérias e por isso é chamada de pseudofoliculite", explica o médico.

A maior incidência nos homens é na região da barba e, nas mulheres, na virilha. Os homens negros que possuem os pelos mais grossos são mais vulneráveis a desenvolver a foliculite que, geralmente, aparece abaixo do pescoço.
A foliculite pode ser bem superficial, caracterizando-se pela formação de "bolhinhas de pus" no centro do pelo e com uma leve vermelhidão ao redor. Em outros casos não apresentam pus, apenas vermelhidão ao redor dos pelos. "Já nos casos mais graves, as lesões são mais profundas e se caracterizam por pontos elevados e avermelhados na pele. Nesse caso, é bem possível que apareça um ponto de pus no centro. Podendo haver dor e coceira no local afetado", observa Fernando.
Busque sempre orientação médica. Somente um médico dermatologista habilitado poderá avaliar o grau da infecção e orientar o caminho ideal para o tratamento. "Os ácidos glicólico, retinóico e salicílico são grandes aliados, geralmente recomendados no quadro agudo da doença", observa o especialista.

Previna-se com atitudes simple.

1. O primeiro passo para evitar foliculite é você deixar a sua pele respirar. Evite roupas justas e tecidos grossos, principalmente em dias mais quentes.

2. Fazer uma esfoliação semanal pode ser um antídoto eficaz contra as inflamações. Mas atenção: a dica só vale para quem ainda não desenvolveu a foliculite. Caso ela já tenha surgido, a orientação é não esfoliar para não agredir ainda mais a pele.

3. Cremes à base de ureia ou ácido glicólico são grandes aliados na prevenção da foliculite, uma vez que ajudam a desencravar os pelos.

4. "Não há um método de depilação único e ideal para prevenir a foliculite, mas quem aposta na depilação definitiva - geralmente feita a laser - tem menos chances de encravar os pelos e reduzir os riscos", explica o dermatologista.



Equipe Drogaria do Povo On-Line


QUER RECEBER MAIS DICAS ?   CURTA A NOSSA PAGINA !



veja outras noticias...




Formas de Pagamento
Redes Sociais
  
ITDStudio.com Web System e Design - © Copyright 2011 - All Right Reserved