institucional | cartão fidelidade | Convênios | Encarte | R. Humanos | RELACIONAMENTO | nossas lojas
Anvisa defende direitos do Consumidor
Data de Publicação 05.03.2012 às 10:12

A Anvisa defende o direito de o paciente ser informado sobre o remédio que vai tomar. Mas é preciso que o paciente resista à tentação e ao risco da automedicação. Hoje já existe o doutor internet, em que o paciente pode se sentir tentado a diagnosticar o que for melhor para ele. Se não quer saber que está com úlcera, prefere tratar a azia.

Ir pela bula e não procurar o médico pode ser o pior remédio. Para diagnóstico e medicação de risco tem o balconista da farmácia, o curandeiro, a benzedeira e o próprio paciente, munido da bula e do doutor internet.

Há medicamentos que precisam conter sérias advertências contra a automedicação, como os antibióticos ou os corticóides que podem mascarar sintomas e atrapalhar quando, enfim, o paciente recorrer a um profissional da saúde.

Teoricamente, remédios de tarja vermelha, como antibióticos, só podem ser vendidos ante receita médica, mas até aí os leitores de bula podem ser tentados a diminuir a dose prescrita pelo médico. Porque para se preservarem, laboratórios às vezes exageram nas contra-indicações. Em uma infecção, doses menores podem trazer sérias consequências.

A bula é menos importante que a receita médica, se o paciente confia no seu médico. Mas para isso, temos que ter boas escolas de medicina e bons estudantes de medicina.

Fonte
Bom dia Brasil

QUER RECEBER MAIS DICAS ?   CURTA A NOSSA PAGINA !



veja outras noticias...




Formas de Pagamento
Redes Sociais
  
ITDStudio.com Web System e Design - © Copyright 2011 - All Right Reserved