institucional | cartão fidelidade | Convênios | Encarte | R. Humanos | RELACIONAMENTO | nossas lojas
Caminhada melhor exercício preferido do Brasil
Data de Publicação 19.03.2012 às 09:29
Seis em cada dez brasileiros afirma praticar alguma atividade física regularmente. E a caminhada é a preferência nacional, escolhida por 44% das mulheres e 41% dos homens. Musculação, ioga, pilates e futebol também estão entre os exercícios mais praticados.

O resultado faz parte de uma pesquisa da Proteste com quase 7 mil pessoas do Brasil, da Espanha e da Itália, para saber a importância do esporte em suas vidas.

O índice de sedentarismo brasileiro (1.116) se mostrou o mais alto, se comparado ao espanhol e ao italiano, onde 21% e 33% da população, respectivamente, não praticam exercícios.

Entre aqueles que praticam esportes regularmente, 21% se dedicam às atividades físicas por mais de duas horas e meia por semana, o equivalente a 30 minutos diários. Desse total, 30% têm entre 18 e 29 anos. A maioria dos brasileiros (67%) pratica de 30 minutos a uma hora de esportes, de três a quatro vezes por semana (31%), e mais da metade (51%) afirma que prefere se exercitar sozinha.

A promessa de retomar os exercícios é comum entre os entrevistados sedentários. A maioria deles garante que deseja voltar ao esporte. A vontade, porém, diminui à medida que o tempo passa, ou seja, quanto maior o período parado, menos estímulo há para voltar aos exercícios.

A dificuldade é comum para 25% dos entrevistados, que não se exercitam há mais de dez anos.

Gastos com academia chegam a R$ 1,8 mil

Outro dado interessante de nosso estudo foi a quantia média anual que os brasileiros gastam para se exercitar: R$ 1.825, enquanto italianos desembolsam o equivalente a R$ 1.512 e espanhóis, R$ 1.027. Em se tratando de Brasil, esse valor, que inclui roupas e acessórios esportivos, é considerado alto e restrito a uma parcela menor da população.

Portanto, ter um clube esportivo, academia ou parque perto de casa ou do trabalho, com preços acessíveis, é um item que pesa na frequência da prática de esportes.

Enquanto 55% dos espanhóis têm piscinas e centros esportivos públicos bem equipados próximos de suas casas, somente 3,5% dos brasileiros contam com piscinas públicas cobertas, por exemplo.

O mais comum são locais abertos para corrida e equipamentos de musculação, muitas vezes com estrutura precária. Prova disso é que apenas 8% dos entrevistados estão satisfeitos com os centros esportivos públicos disponíveis
em suas cidades.

Os entrevistados do Distrito Federal, por exemplo, gostam das academias e dos clubes privados que frequentam (58%); em contrapartida, são os menos contentes com a estrutura pública esportiva (6%). Para quem não tem um local desses próximo de casa ou do trabalho e não pode pagar uma academia, a falta de estrutura com preços acessíveis desestimula a prática de seus esportes preferidos.


Fonte
Uol Ciência e Saúde

QUER RECEBER MAIS DICAS ?   CURTA A NOSSA PAGINA !



veja outras noticias...




Formas de Pagamento
Redes Sociais
  
ITDStudio.com Web System e Design - © Copyright 2011 - All Right Reserved