institucional | cartão fidelidade | Convênios | Encarte | R. Humanos | RELACIONAMENTO | nossas lojas
Eletrodomésticos devem ser limpos após uso para evitar fungo e bactéria
Data de Publicação 28.01.2013 às 10:44

Depois de usar um eletrodoméstico, muita gente passa apenas uma esponja com detergente ou uma água quente por cima. Mas aparelhos e utensílios de casa exigem alguns cuidados extras, para evitar a contaminação por fungos e bactérias e eventuais problemas de saúde.

A limpeza dos aparelhos deve ser feita de acordo com o uso. No caso de fogão e geladeira, a higiene completa pode ser realizada a cada três ou quatro semanas. Os outros eletrodomésticos devem estar limpos na hora em que forem usados, para não contaminar os alimentos. Por isso, habitue-se a não deixar a louça para depois.

Eletrodomésticos valendo (Foto: Arte/G1)

Segundo o infectologista Caio Rosenthal, dar uma “geral” nos eletrodomésticos previne também bactérias conhecidas como coliformes fecais, que são os piores indicadores de higiene e podem causar vários sintomas, como mal-estar, diarreia, vômito e desidratação.

Junto com o médico, participaram do programa a doutora em microbiologia de alimentos Maria Teresa Destro e o engenheiro de serviços especializado em eletrodomésticos Vinícius Rizzo. Segundo os especialistas, os aparelhos podem ser separados em dois grupos: quentes e frios. Os primeiros são sanduicheira, torradeira, forno elétrico, fogão e micro-ondas. No segundo grupo, estão: liquidificador, espremedor, mixer, batedeira, processador e geladeira.

No caso do micro-ondas, o ponto mais sujo são as paredes, onde o excesso de gordura deve ser retirado porque atrapalha o desempenho do produto. Tirar as partes removíveis e passar um pano úmido com sabão resolvem o problema.

Na sanduicheira e na torradeira, é importante passar um pano ou espátula depois de usá-las, para retirar qualquer resíduo. No espremedor, a parte mais vulnerável é o coador, que tem bastante contato com os alimentos. Já na geladeira, atente para a parte de baixo, onde fica a gaveta de frutas e legumes.

Eletrodomésticos 2 valendo (Foto: Arte/G1)

Depois de serem muito utilizadas, as vasilhas plásticas acabam ficando com um fundo áspero, com pequenos buracos, tipo de superfície que as bactérias adoram ficar.

Por isso, deixe-as em uma solução com água e água sanitária (2 colheres de sopa do produto para 1 litro de água). A escovinha também deve ser colocada, de vez em quando, de molho nessa solução. Para finalizar, pode-se jogar um pouco de água fervida, para esterilizar bem.

Além disso, os panos também podem ser veículos de bactérias e fungos. A sugestão é lavá-los junto com as roupas de cama, mesa e banho, na máquina.

O sabão pode ser qualquer um, tanto detergente quanto de coco. A escova pode ser uma de dentes, exclusiva da cozinha, ou outra portátil. A bucha deve ser uma esponja de cozinha simples, daquelas amarelas com palha de aço. Mas só use a parte amarela, porque a mais áspera pode arranhar os produtos.

Cuidado com substâncias muito abrasivas na limpeza dos eletrodomésticos. Não use itens como soda cáustica, desinfetantes, ácidos de limpeza e limpa-inox nessa situação. Além de correr o risco de manchar e corroer os aparelhos, esses produtos ainda ficam no recipiente e podem passar para a comida, causando contaminação.

Outra coisa que é importante lembrar na hora de higienizar eletrodomésticos é tirá-los da tomada, para evitar risco de choques. Além disso, lave sempre as mãos antes e depois de manipular os alimentos.

Se a geladeira "suar", há problemas na refrigeração, provocados por um dos seguintes motivos:
- Armazenagem de alimentos demais e regulagem inadequada
- Alguma coisa quente e úmida que foi colocada dentro, e a água evaporou
- Problema na borracha de vedação

Nesse caso, é preciso baixar a temperatura e deixar o aparelho mais frio. Outra dica é observar se o suor vem volta da borda, para identificar se o problema é na borracha.

O que acontece quando engolimos bactérias?
Quando ingerimos um alimento contaminado, ele desce até o estômago, onde está o suco gástrico. As enzimas digestivas e o ácido do estômago matam parte das bactérias.

Se algumas sobrevivem, vão para o intestino, onde não há enzimas nem ácidos para eliminá-las. Portanto, lá os micro-organismos encontram o ambiente ideal para se reproduzir. É essa proliferação que causa sintomas como enjoo.

Para se defender, o corpo tenta expulsar as bactérias, provocando vômito ou acelerando o funcionamento do intestino – daí a diarreia e a desidratação.

Veja abaixo o resultado da nossa enquete:

Enquete eletrodomesticos (Foto: Reprodução)



Fonte
Bem Estar

QUER RECEBER MAIS DICAS ?   CURTA A NOSSA PAGINA !



veja outras noticias...




Formas de Pagamento
Redes Sociais
  
ITDStudio.com Web System e Design - © Copyright 2011 - All Right Reserved