institucional | cartão fidelidade | Convênios | Encarte | R. Humanos | RELACIONAMENTO | nossas lojas
Veja o passo a passo para manter seus sapatos limpos e organizados
Data de Publicação 03.07.2013 às 12:41
Saiba o que fazer com calçados em casa, ao chegar do trabalho ou da rua.
Limpar a sola, deixar pares arejando e guardá-los na sapateira são dicas.

 Quando as pessoas chegam em casa, vindas do trabalho ou de outro compromisso na rua, geralmente só pensam em tirar os sapatos e usar algo mais confortável, como um chinelo. Muitas vezes, o calçado fica jogado num canto, ou arejando na área de serviço, até ser utilizado novamente.

Mas, assim como as roupas, os pares de sapatos também precisam ser limpos, organizados e receber alguns cuidados especiais, para durarem mais tempo.

Segundo o infectologista Caio Rosenthal , o alergista Clóvis Galvão e a personal organizer Ana Ziccardi, os calçados precisam de ainda mais atenção no inverno, pois esta época de chuvas pode aumentar o risco de mofo.

Veja abaixo como manter seus calçados sempre em bom estado e sem chulé:


Info sapatos (Foto: Arte/G1)

Fungos e mofo

Os fungos, assim como as bactérias, estão presentes em todos os lugares. Eles se proliferam em ambientes úmidos, quentes e escuros. São microscópicos e só conseguimos enxergá-los nos armários ou nas paredes quando crescem.

A maioria dos fungos, porém, não é patogênica, ou seja, não transmite doenças. O mofo ou bolor, porém, deteriora alimentos, roupas, e pode ser uma ameaça, principalmente para quem tem alergias respiratórias, como rinite, sinusite ou bronquite. Isso porque esses micro-organismos causam uma inflamação das vias aéreas.

Quando as partículas dos fungos encostam na mucosa das vias respiratórias, elas são capturadas pelas células de defesa, que as fragmentam, fazendo com que o sistema imunológico produza anticorpos para se proteger.

Em alguns casos, os fungos também podem provocar pneumonite, que é a inflamação das paredes dos alvéolos dos pulmões. O problema pode ser ainda pior quando uma pessoa com a mucosa irritada frequenta um ambiente contaminado por bactérias e vírus. Nesse caso, ela corre o risco de ter uma infecção secundária, como sinusite viral ou bacteriana, broncopneumonia viral ou bacteriana, e pneumonia viral ou bacteriana.

Toxoplasmose

A toxoplasmose, cujo nome popular é "doença de gato", é uma infecção causada pelo protozoário Toxoplasma gondii.

Quando o gato está infectado, ele pode transmitir a doença para o ser humano pelas fezes. A contaminação acontece pela  ingestão acidental das fezes ao levar a mão suja à boca. O protozoário também pode ser adquirido pela ingestão de carnes de boi e porco mal passadas, legumes e verduras mal lavados e pela água contaminada.

Os sintomas mais comuns são: febre, dor de cabeça e aumento dos gânglios linfáticos, que ficam doloridos e podem ser percebidos ao apalpar o pescoço, a nuca, atrás da orelha ou as axilas. A pessoa pode, ainda, sentir mal-estar e ter dores musculares.

As grávidas devem tomar muito cuidado ao terem contato com gatos, principalmente de rua, porque a toxoplasmose causa problemas congênitos graves no bebê e até aborto.


Equipe Drogaria do Povo On-Line


QUER RECEBER MAIS DICAS ?   CURTA A NOSSA PAGINA !



veja outras noticias...

As informações contidas neste site não devem ser usadas para automedicação e não substituem, em nenhuma hipótese, a medicação prescrita pelo profissional da área médica. Somente o médico está em condições de diagnosticar qualquer problema de saúde e prescrever o tratamento adequado.




Formas de Pagamento
Redes Sociais
  
ITDStudio.com Web System e Design - © Copyright 2011 - All Right Reserved